O abrigo da frenética loucura que ardia nos jovens nortenhos.

Por Phil Peres

O primeiro trabalho, “You’d Better Shut Up”, havia sido editado em K7 em 1992, sucedendo-se “Loud & Mad” (no mesmo ano do mítico “Thoughts”, EP de estreia dos thrashers RAMP), o disco de estreia lançado apenas em LP pela MTM.

Enquanto que os dois primeiros trabalhos apresentaram uma banda mais “juvenil”, humorística e com um som um pouco mais cru, “Reality Asylum” é bem mais maduro, musculado sem nunca deixar o humor e a crítica social de fora. Neste trabalho, o som dos W.C. Noise espelha-se muito no Groove que estava a começar a ser feito em especial nos Estados Unidos por grupos como Pantera ou Prong e com uma produção bem mais cristalina. Os grandes destaques deste disco vão para os temas “Confusion”, uma faixa poderosa que ao vivo fazia muito headbanger abrir literalmente a cabeça e que se tornou no grande “hit” da banda, bem como os temas “Lost” ou “People” que fecha o disco. 

Um dado curioso, mas não menos importante, o álbum foi lançado em formato CD e teve também uma edição na Alemanha, com um artwork diferente da edição portuguesa, o que para a época era algo fora do comum.

Baú #1: WC Noise: “Reality Asylum”

Baú do Dr. Phil |