𝘾𝙖𝙤𝙨 (𝙙𝙚𝙨)𝙘𝙤𝙣𝙩𝙧𝙤𝙡𝙖𝙙𝙤

Por Phil Peres

Editado em 2007 pela britânica Mother Should Know Records, este disco dos setubalenses 𝗠𝗼𝗻𝗼𝗴𝗼𝗻𝗼 é um portento de raiva e fúria.
Praticantes de um Hardcore Metálico na onda de uns Dillinger Escape Plan, Meshuggah ou até mesmo fazendo lembrar em certas partes os Norte-Americanos Mastodon, esta jovem banda (à altura) conquistou algum espaço com os seus concertos de uma energia contagiante, quer pelo seu tipo de som, raro em Portugal, quer pela excelente execução dos seus intervenientes.
O mais curioso é o tema totalmente cantado em Português, intitulado “Atrás Do Nada” ser a melhor faixa do disco. Infelizmente a banda ficou-se por aqui, ainda teriam muito que por explorar e quem sabe até fazer um disco na nossa Língua. Pelo menos este tema deixou água na boca.
Se gostam de contratempos, variações (várias), uma voz mais virada para o “core”, este disco pode ser uma boa recomendação, se não gostarem do género não creio que comecem agora.
Curiosidade final: neste quarteto formado por Nuno Carvalho (voz), Daniel Domingos (baixo), Renato Sousa (guitarra e teclas) e Gonçalo Santos (bateria) todos têm formação académica na área do Jazz.

Baú # 7: Monogono – “Amuk”

Baú do Dr. Phil |