Sacred Sin – “Darkside”

No inicio era a MORTE…

Por Phil Peres

Decorriam os inícios dos anos 90 e o Heavy Metal “tradicional” dava, gradualmente, lugar ao Death Metal que, numa fase inicial, a meu ver, se fundia muito com o Thrash Metal que, para muitos, se encontrava em declínio. Não tanto em Portugal diria, visto termos bandas como os WEB, Dove, Overhead, Wanted, W.C Noise e, entre outras, os Hardness a trilhar esses caminhos, mas penso que me fiz entender. De qualquer das formas, voltando ao que estava a dizer, atrás dessa porta que se abria começavam a aparecer algumas bandas. Uma delas é a do baú de hoje, os Sacred Sin. Uma banda que dispensa apresentações mas todos nós conhecemos algo pela primeira vez, uma vez e, assim sendo, para quem possa não os conhecer os Sacred Sin formaram-se em ´91 e são oriundos de Sintra. Estreiam-se com uma promo K7 em 1991 e, no ano seguinte, lançam o colossal EP “The Shades Behind” pela Slime Records (que também lançou o debut CD dos Exiled e o lendário “Dissolved In Absurd” dos Thormenthor, sobre o qual já escrevi aqui). Porém, não irei falar do “Shades” mas sim do “Darkside” que, na minha óptica, é O álbum da banda. Editar uma maquete já seria um luxo, quanto mais um compact-disc. Tê-lo cá fora e ter um videoclip, uma mordomia… Ter o mesmo a passar na (na altura) conceituadíssima e reputada MTV, foi algo surreal mas foi isso mesmo que aconteceu. O álbum foi a primeira aposta de uma das melhores labels nacionais da época (Música Alternativa) que também meteu cá fora a “besta” que é o “Genocide” e o estrondoso “Seed” dos HOG (Hate Over Grown) só para falar de alguns. Este “Darkside” mantém o lado A do E.P (“Monastery” e “Shade”s) e apresenta mais dez temas repartidos por 40 minutos ferozes, violentos e com uma atitude “à Sacred Sin”. A promover o disco, abrem para Napalm Death (que promoviam a sua obra mestra, “Utopia Banished”) e, salvo erro, gravam esse espetáculo para o incluir numa segunda tiragem do “Darkside”. Por último, mas de todo não menos importante, como referi anteriormente, o tema título conta com um videoclip que é transmitido na MTV “garantindo-lhes o estatuto” de primeira banda nacional dentro do Hard & Heavy (pelo menos) a ter um videoclip transmitido internacionalmente. Concluo dizendo, a título de curiosidade, que a primeira letra do nome dos 5 primeiros discos do grupo forma a palavra DEATH e ainda que o baterista deste grandioso disco é o nosso caro colega e amigo DICO, também conhecido pelos seus Dinosaur.

Baú do Dr. Phil #53: Sacred Sin – “Darkside”

Baú do Dr. Phil |