Candle Serenade – “Nosferatu’s Passion

Vampirismo Ibérico

Por Phil Peres

O death metal e o black metal que conquistavam as mentes do underground mundial pelas mãos de aclamadíssimas labels ou pelo saudoso tape–trading não tardou muito a cá chegar. “Lá para baixo”, numa espécie de submundo, já se ecoavam os Decayed, os Moonspell e também os Filii Nigrantium Infernalium, que já se haviam estreado com a sublime e surreal “Métodos do Pentagrama”. Porém… e quanto à zona norte? No thrash já tínhamos nomes como os Wanted, WEB (das primeiríssimas no estilo em Portugal), Dove, W.C Noise (etc…). No death projetos como Raising Fear, Gangrena, Genocide, Silêncio Extremo entre outros… no heavy, os Tarantula ou os Xeque Mate.

Oriundos da Maia surgem os Cande Serenade, a primeira banda de black metal da zona norte, pelo menos com disco editado. Um ano antes saiu o revolucionário e impactante “The Principle Of Evil Made Flesh” dos Cradle of Filth, disco esse que, a meu ver, ecoa fortemente (não como um plágio, mas sim como uma forte influência) em “Nosferatu’s Passion”, tal como o “Wolfheart” de Moonspell. O disco de estreia sucedeu a excelente promo-track “Tales From Walpurgis”. Os Candle Serenade tinham a peculiaridade de ter uma das poucas (se não a única à data) vocalistas femininas num projeto nacional. Pelo menos no que a som extremo diz respeito. Falo de “Stregoyck” (que, na época, se encontrava a trabalhar num livro que, salvo erro, se chamaria algo como “As Incongruências do Cristianismo”). Os outros membros eram: Nihasa (baixista), Vrolok (baterista e percussionista), Belfegor (guitarrista) e Demogorgon (teclista). De todos os temas (três deles instrumentais) tenho mesmo que destacar “Celtic Lir’s Sons (Sad Erin’s Legend)” como aquele que mais me cativa, além do aclamado “Chama Ibérica”. Para concluir, a título de curiosidade, os Candle Serenade foram a primeira aposta da editora nacional Guardians Of Metal, em 1995, tendo o disco sido reeditado pela Brasileira Obskure Chaos Distro em 2016. Ambas as edições apenas foram lançadas no formato CD.

Baú do Dr. Phil #65: Candle Serenade – “Nosferatu’s Passion”

Baú do Dr. Phil |