Views

Banda de thrash metal de Albacete, criada em 2000, os Angelus Apátrida são Guillermo Izquierdo (voz e guitarra), David G. Álvarez (guitarra), José J. Izquierdo (baixo) e Víctor Valera (bateria).

Com as duas primeiras demos – “Lost in the Realms of Orchinodaemon” e “Unknown Human Being” começaram a ser conhecidos e fazem a abertura de bandas como Saratoga. Após vencerem uma competição de bandas, assinam o seu primeiro contrato com a Red Dragon e participaram num álbum de tributo a Panzer, como o tema “Danza de la Muerte”. ´

O primeiro álbum da banda “Evil Unleashed”, gravado sob o contracto com a editora Red Dragon não chegou a ser lançado, por conflitos entre a banda e a editora, que levaram à rescisão do contrato e a regravação desse álbum em 2006. Após o seu lançamento a banda realiza uma muito bem-sucedida tournée por Espanha, fazendo a abertura para bandas espanholas e estrangeiras, como Sepultura e Warcry. Com este álbum os Angelus Apatrida definem o seu lugar no metal ibérico.

Um ano depois, com o segundo álbum “Give ‘em War”, os Angelus Apátrida conquistaram o seu espaço como uma das mais reconhecidas bandas de thrash metal espanhol. Para isso contribuiu o som mais pesado deste álbum, que levou a banda numa tournée que, para além de Espanha contou com actuações em vários países europeus.

Em 2009, após celebrarem contrato com a Century Media Records, entram em tournée com os Arch Enemy em Espanha e no nosso país. E é no nosso país, que em janeiro de 2010 é produzido por Daniel Cardoso nos estúdios da Ultrasound, o seu terceiro álbum, “Clockwork”.

A ligação da banda a Portugal mantém-se e Daniel Cardoso volta a produzir, em 2012, o quarto álbum dos Angelus Apátrida, “The Call”, onde estes mostram toda a sua força e energia. Com este álbum a Century Media Records consegue o seu melhor lugar nas tabelas de venda de Espanha, com uma entrada directa para o decimo quarto lugar. No ano seguinte a banda anuncia a sua próxima tournée, que decorreu no dois últimos meses do ano, com os Havok e os Savage  Messiah como suporte da reedição dos seus dois primeiros álbuns, remasterizados por Daniel Cardoso,  reedição essa que levará pela primeira vez, estes dois trabalhos para fora de Espanha.

Em 2015 lançam o seu quinto álbum de estúdio “Hidden Evolution seguem-se mais dois trabalhos, “Cabaret de la Guillotine” (2018) e “Angelus Apatrida” (2021). Este último, com a banda a celebrar os 20 anos de carreira, teve o condão de atingir o primeiro lugar do top nacional de vendas espanhol.

Vão estar em Portugal para encabeçar a Assembleia do Metal 2021,  no dia 18.12.2021, em Pindelo Dos Milagres, Viseu, Portugal.

DISCOGRAFIA

Lost in the Realms of Orchinodaemon (Demo) – 2001

Unknown Human Being (EP) – 2003

Evil Unleashed – 2006

Give ‘Em War – 2007

Clockwork – 2010

The Call – 2012

Hidden Evolution – 2015

Cabaret de la Guillotine – 2018

Angelus Apatrida – 2021

Rosa Soares
23.11.2021

Contratiempos # 6 | Angelus Apatrida

Contratiempos |