Views

Formados em 2006 por Zuberoa Aznárez (voz), Gorka Elso (teclista) e Adrián Valle (guitarrista), os Diabulus in Musica vêm a Portugal (a Pindelo dos Milagres) pela primeira vez, no dia 18 de Dezembro, para a Assembleia do Metal 2021, evento do Milagre Metaleiro.

Vindos de Pamplona, prometem um espectáculo cheio de energia, musicalmente forte e visualmente atractivo.

Com cinco álbuns de estúdio, os Diabulus in Musica fazem um metal sinfónico consistente, o que lhes proporcionou serem editados por nomes como Metal Blade Records e Napalm Records.

Dos membros fundadores, apenas o casal Zuberoa e Gorka se mantem na banda, tendo o restante line-up sofrido alterações. As últimas mudanças na banda foram a entrada de novos baterista e baixista.

O primeiro álbum “Secrets” foi lançado em 2010, e se a crítica o considerou “pouco inovador” no meio do que já se fazia ao nível do metal sinfónico, também o considerou “consistente e bem construído tecnicamente”

“The Wanderer”, surge em Fevereiro de 2012, dois anos após “Secrets” e abriu as portas para a banda tocar com Manowar, Doro, Kreator, Saxon, Epica, Arch Enemy, Sabaton e muitos mais nomes já conhecidos e reconhecidos. A variedade de bandas e estilos musicais com que Diabulus in Musica partilhou palco, é ilustrativo da variedade do som que pratica. Com este álbum a banda afirma o seu som, caracterizado por guitarras agressivas e grandes coros, bem como a voz lírica e melodiosa de Zuberoa com a qual contrastam as vozes mais agrestes dos elementos masculinos. Com este álbum surge também a primeira tournée europeia, com especial destaque para países do norte da europa.

Ainda no ano de 2012 compõem a banda sonora de um audiobook sobre mitologia basca – “Itzalen Sua” – editado pela editora basca Gaumin. Participaram neste projecto várias personalidades bascas, e foram realizados vários espectáculos onde música, dança, vídeos com as imagens e fragmentos dos textos se combinavam para dar forma à história.

Seguem-se “Argia” (2014) e “Dirge for the Archons” (2016), álbuns que reforçam a já reconhecida qualidade da banda e surgem também as tournées europeias, com especial destaque para países do norte da europa.

Em fevereiro de 2020 lançam “Euphonic Entropy”, cujo título representa a dualidade da desordem da parentalidade e a eufonia da composição musical em que o casal Zuberoa e Gorka se encontram após o nascimento do seu segundo filho. Faz parte deste álbum o tema “Otoi”, o primeiro totalmente cantado em basco, e que versa sobre a mitologia da região.  Tal como aconteceu com todos os lançamentos de 2020, também “Euphonic Entropy” não foi ainda tocado ao vivo como merece, pelo que a banda prepara uma tournée europeia para Abril/Maio de 2022, depois de várias datas em Espanha, que brevemente serão anunciadas.

DISCOGRAFIA

Secrets – 2010

The Wanderer – 2012

Argia – 2014

Dirge for the Archons – 2016

Euphonic Entropy – 2020

Rosa Soares
09.12.2021

Contratiempos # 7 | Diabulus in Musica

Contratiempos |