Views

Art Gates Records
Dezembro 2022

Rosa Soares

“Entity” é um álbum que foi editado pela Art Gates Records, dividido em dois EP’s, denominados de forma expectável em Volume I e Volume II. O que não era expectável era este formato, em que teríamos de esperar de julho (data de lançamento de Entity Vol.I) até dezembro (data de lançamento de Entity Vol II) para poder escutar e interiorizar o álbum como um todo, e completar assim o seu sentido e significado.

“Entity Vol.II” é composto por 4 temas que exploram quatro entidades distintas (ou não) do Eu:

“Of Tyranny” – tema de abertura do EP, que começa de forma agressiva, como que a chicotear os nossos ouvidos, intercalando com momentos falados de alguma ansiedade intrínseca e com passagens mais melodiosas, mas que nos deixam sempre com uma sensação de sufoco, acentuado pelo “grito” final.

“Of Fear” – intercalando guturais com vozes límpidas de alguma suavidade “infantil”, assemelha-se ao diálogo entre o predador e a presa, onde presos no medo diminuímos a nossa presença para que o predador a ignore.

“Of Devotion” – com domínio da aspereza vocal, este tema aprisiona-nos como um grito que não nos sai do peito. Em todo o tema esperamos libertar-nos, mas este termina como se não tivéssemos respirado durante toda a sua duração.

“Of Requiem” – “This is the end, this is your last call…”… mergulhamos nas nossas entidades ou libertamo-nos delas? Descansamos ou somos permanentemente assombrados pelos fantasmas, entidades que borboleteiam em volta de nós, enredando-nos numa mortalha que nos cega os sentidos?  Isso cabe a cada um decidir… podemos encerrar o ciclo com este último tema, ou reiniciá-lo tantas vezes quantas as que queiramos (re)ouvir Entity.

This is the end…

Vëlla – “Entity Vol. II”

Discos |