Banner Top

Ethereal Wound – “Eclipse|Advent”

 

Data: Março/2024

Edição: Autor

Formato: EP digital

A cena do black death metal recebe de braços abertos uma nova e poderosa adição: Ethereal Wound. Esta banda, originária de Évora, é composta por Sérgio Ramos (vocalista e letrista) e Nuno Verdades (guitarrista, programador de bateria, gravação, mistura e masterização), que unem forças para homenagear um dos relatos mais épicos jamais contados: “Berserk”, de Kentaro Miura (1966-2021).

O seu primeiro trabalho “Eclipse|Advent” abre com “Eclipse”, um tema que captura instantaneamente a essência sombria e épica de Berserk. A voz gutural de Sérgio Ramos ressoa com uma força primordial, transportando-nos para uma paisagem sonora devastada e cheia de desespero. As guitarras tecem uma rede intrincada de riffs ferozes e melódicos, enquanto a bateria proporciona um ritmo implacável que não dá tréguas.

“Immortal” segue a viagem sem perder intensidade. Aqui, a banda demonstra a sua habilidade para equilibrar brutalidade e melodia através de vozes que se complementam perfeitamente com os arranjos instrumentais, conseguindo um som cru mas refinado que amplifica cada elemento do tema.

“Sacrificed” é o ponto culminante emocional do álbum, uma epopeia sonora que encapsula a dor e a luta inerentes à obra de Miura. Com quase oito minutos de duração, as mudanças de tempo e as atmosferas densas criam uma experiência imersiva onde a voz transmite uma sensação de desespero e determinação em partes iguais.

O encerramento do álbum, “Corpse”, começa por criar uma atmosfera mais calma que consegue manter o ouvinte em suspense, com passagens que alternam entre a agressividade sem concessões através de uma voragem de riffs vertiginosos e batidas de bateria esmagadoras e momentos de surpreendente melodia. É um final adequado para um tributo que procura capturar a essência brutal e bela de Berserk.

Os Ethereal Wound conseguiram uma estreia impressionante, onde não só demonstra uma profunda compreensão e respeito pela obra de Kentaro Miura, como também a sua habilidade para criar música que é tanto uma celebração do black death metal como uma exploração de temas profundos e emocionais.

Noelia Alvariño

Nota da Review: 8
Nota da Equipa: 7,9